Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Relatos da Bé

Relatos da Bé

Meu amor...

 

Estava mais feliz do que nunca. Tinha a meu lado um rapaz LINDO e MARAVILHOSO, era noite de passagem de ano, estávamos divertidos entre amigos e tudo estava a correr bem. Entretanto nessa noite nem tudo correu da melhor forma, tive imediatamente consciência do que podia ter acontecido. Tentei me acalmar e não pensar nisso até poder ter a certeza de se sim ou se não, mas algo me fazia crer que SIM. 

 
Os dias foram passando e eu esperava, esperava e esperava... mas nada! Estava atrasada e aí decidi fazer o TESTE, não podia esperar mais. Uma grande amiga ajudou me a tentar perceber o resultado, não chegávamos a conclusão nenhuma, CONFUSAS com aquelas listas a querer acreditar que era negativo, mas tudo a apontar para um resultado positivo. Depois desse teste fiz outro num centro de análises clínicas... POSITIVO!
 
Estava completamente desolada e sentia um TURBILHÃO de emoções, tinha feito 19 anos há pouco mais de um mês e ainda nao tinha acabado o meu curso.
O mais complicado estava por vir, contar à família. Não foi fácil, mas consegui ultrapassar isso e todas as dúvidas que em mim permaneciam, pois tinha o apoio das pessoas mais importantes para mim e dos meus grande amigos que me apoiaram INCONDICIONALMENTE  qual fosse a minha escolha.
 
À medida que o tempo passava eu me sentia melhor e mais aliviada, PRONTA para lidar com a situação. Afinal de contas um bebé é sempre uma bênção, não é verdade? Há coisas bem piores, mas as pessoas adoram dramatizar as situações e ver sempre o lado pior.
Sentia me super AGRADECIDA por nunca ter tido aqueles típicos vómitos durante a gravidez, de vez em quando lá me sentia um pouco enjoada mas nada de mais. Ao invés disso sentia uma SONEEEEIRA desgraçada todo o dia a toda a hora, e os cheiros tornaram-se 1000x mais FORTES. Passei então a ter mais cuidados com a alimentação, estava me a adaptar bem. 
 
A primeira consulta foi algo de FASCINANTE e INCRÍVEL, poder ver uma manchinha tão pequenina e o coração a bater, parecia estar tudo a correr bem, pensava eu...
Pois a certa altura numa consulta algo não estava bem, o coração nao estava a bater. Super angustiada tive de estar uns dias de repouso até à próxima consulta. Felizmente estava tudo normal com o bebé, o coração batia e ele estava bem MAIORZINHO do que a última vez. Apesar de tudo, o meu sofrimento estava longe de ter acabado.
 
A certo dia comecei a ter umas cólicas esquisitas e cada vez mais fortes e frequentes, eram CONTRAÇÕES, o meu organismo estava a expulsar o meu próprio bebé. Fui imediatamente para a maternidade. Depois de 30 minutos de viagem cheia de dores e amedrontada quando cheguei ainda estive 1 HORA na sala de espera. Enquanto eu esperava, pessoas ao meu lado festejavam e falavam com alegria, pois o bebé tinha nascido, foi tão doloroso estar ali naquela situação. Minutos antes de ser chamada passei pela DOR de perder o meu filho. Senti-o ... Vi-o ... Das piores imagens que já vi na minha vida e que insiste em ficar na minha MEMÓRIA. Já na sala, uma enfermeira analisou-me, não tinha nada ... o meu útero estava VAZIO!
 
Hoje sei que pior do que o momento em que descobri que estava grávida , foi sem dúvida o momento em que perdi o meu bebé!